Uma carta pra você

Rudá, meu amor...

O maior amor do mundo eu carrego na barriga, e no coração!
Foram nove meses de amor crescente, pulsante e transformador.
Foram os meses que mais aprendi na vida. Poderia citar todo meu aprendizado, mas de nada valeria, pois sei que quando estiveres aqui fora comigo, vais me ensinar muito mais.
Nesse tempo em que estamos juntos vivemos tantas coisas. Creio que só nós dois saibamos tudo que passamos e sentimos.
Noss começo foi complicado, mas desde ali tu já mostrava que minha vida não estava mais sob o meu controle. Passei a viver um dia de cada vez. Se tive medo? Claro! Mas, sabe, eu estava tão confiante, acredito tanto na natureza, na força do meu corpo, que sabia que tudo daria certo. Sempre soube que tu estava bem, meu filho. Nunca precisei que pessoas de fora me dissessem como tu estava, porque eu simplesmente sentia. Tudo sempre correu tão bem. Os medos sempre estiveram mais relacionados á mim. Às vezes não me sentia capaz de dar conta de tudo que vivia. Como sempre, tudo parece ser maior do que realmente é. Tu, filho, sempre me deu força quando precisei. Tudo que superei até aqui foi com a tua ajuda. Pode não parecer, mas a mamãe já é outra pessoa. Me sinto muito mais responsável, muito maior e mais forte. Tenha certeza que de tudo faria por ti, por nós, se for preciso.
Obrigada por ter me escolhido como tua casa durante todas essas semanas. Agora vem chegando a hora de nos despedirmos. Não, não é algo triste, só vamos nos separar de um corpo só. Agora tu já está lindo, todo formado e pode sair e viver nesse mundo com teu próprio corpo e tuas forças. Para isso, vamos passar juntos por uma grande transformação. Sem medo, vai ser lindo, vai ser o momento mais esperado por nós, meu amor. Vamos poder nos conhecer, vamos deixar de ser um só, vamos ser dois. Mas não se preocupa, aqui do lado de fora vais continuar recebendo todo amor que te demos ao longo dessas semanas. Vamos aprender a viver juntos, nós três, a nossa família.
Dou tchau para essa barriga linda que me acompanhou e me fez sentir tão bem, me fez sentir maravilhosa, atrair os olhares e comentários mais carinhosos.
Dou oi para o meu bebê tão amado e esperado. Filho, se tu soubesse (acredito mesmo que saiba) o quanto a mamãe sempre te quis. Foram noites e mais noites te imaginando, te chamando, te querendo, mesmo antes de tu vir morar na minha barriga. Eu pedia tanto a Deus que me mandasse você de presente. Sempre foi você!
Agora mal posso acreditar que estás prestes a chegar. Vejo essa barriga grande e bem redonda, me emociono em pensar que tão logo você vai estar chegando. Meu corpo já vem dando sinais que falta pouco, que o dia tão esperado, de te trazer ao mundo, está chegando.
Vai ser o dia mais lindo filho, o dia em que trabalharemos juntos e em sintonia para realizarmos nosso maior desejo: estarmos juntos. Ter você nos meus braços....
Vem, filho. Vem quando estiver pronto. Vem no teu tempo, no teu dia, na tua hora. Prometo não ter pressa, só quero que sinta a segurança de nascer nesse lar ,que te espera com tanto amor. Está tudo pronto a tua espera, mas o principal: eu me sinto pronta pra tua chegada, estou preparada para ser tua mãe e aprender a ser a melhor que tu merece.
Vem meu filho, meu amor.
Te amo!



*escrevi essa carta já tem uns dias. não reparem nos erros, passei do papel pro blog pelo celular.
estamos aqui, firmes e fortes entrando nas 40 semanas. ansiosa para conhecer meu bebê, mas sem pressa de esperar por ele!




5 comentários:

  1. Lindo! Em breve estará aqui, em seus braços...

    ResponderExcluir
  2. Chorei!
    Falta pouco, só imagino tua ansiedade...
    #vemRudá

    ResponderExcluir
  3. Ounw que lindo amiga.
    Falta pouco para vermos o rostinho do tão esperado Rudá.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Lindo e original!
    Bela iniciativa, marcante palavras, sublimes, intensas.

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar.
Respondo aqui mesmo.







Doce Feliz Espera Nicole Aquino. Todos os direitos reservados