Sobre nós

Oi amigas.
Não tenho novidades ainda, então resolvi vir aqui postar minha história com o meu amor, Andrei, pra vocês irem me conhecendo melhor (e à ele também hehe). Já tinha escrito faz um tempo mas não tinha postado ainda.
Depois vou deixar aí nessa barrinha de cima, onde já tá escrito o sobre mim e do lado ficará o sobre nós.. óóó que amorrr haaha
Tá um textinho meio grande, mas vale a pena hein gurias haha



É difícil resumir tudo que a gente já viveu em algumas linhas, mas vou tentar resumir a nossa história.


Em fevereiro de 2011 fui passar uns dias na casa do meu tio, nos Ingleses- SC.
Tudo muito lindo, muito bem. Estavam lá também uma amiga da minha mãe, o filho da mulher do meu tio (chamaremos de primo emprestado) e a namorada dele. Íamos todos os dias na praia dos Ingleses, pois era mais perto, o mar menos agitado e blá blá blá preguiça. Mas num dia resolvemos ir na praia do Santinho, que era mais longe, a água era mais gelada, não tinha quase ninguém e o que mais tinham eram surfistas. Tá tudo bem, vamos.
Chegamos lá, estendi minha canga bem linda, deitei e fiquei admirando olhando todooos que passavam. Num belo momento vem uma pessoa com sua prancha embaixo do braço, suas tatuagens 'lindas' numa perna e uma chave na mão (sim, era o Andrei). Ele chegou perto do meu amigo e perguntou se poderia deixar a chave ali com a gente, pois ele ia entrar na água para se afogar surfar.Tudo bem, meu amigo pegou a chave e eu nem me atentei muito em olhar "a pessoa" e continuamos ali, conversando, jogando frescobol...até que, o tempo começou a fechar, as pessoas foram saindo da água, recolhendo suas coisas e se mandando embora. Nós também resolvemos ir embora, claro. Só que depois de mais de 2 horas havíamos esquecido do tal "surfista da chave".Mas então fui sacudir minha canga e o que cai na areia? Sim, a chave. Meu "primo emprestado" decidiu que seria muita falta de consideração ir embora e não esperar pra devolver a chave. Tá, vamos esperar mais um pouco.E passou o mais um pouco, e mais um pouco ainda e um pouco mais, e nada da criatura aparecer. Começou a chuviscar. Não tinha mais jeito, larga essa chave em qualquer lugar e vambora logo. Eu e as gurias indignadas, tava ficando frio, chovendo, ventando, mas meu primo emprestado como pessoa boa que é disse que "se fosse eu, não gostaria que deixassem minha chave aqui e.. mais blá blá blá". Resolvemos então deixar a tal da chave num quiosque, o único de toda a praia. Ok, deixamos e avisamos o senhor-dono-do-quiosque (que neste momento já havia se recolhido ao interior para se proteger da chuva). Nessas alturas a chuva já era bem forte e já estava bem frio e eu já estava bem braba, bem estressada e chingando o tal do "surfista da chave". Fomos caminhando pelo mato, pela areia e dunas (que é o caminho para sair e entrar da praia) reclamando do tal do guri, chingando e discutindo sobre "o que será que aconteceu com ele?se perdeu na maré?se perdeu na areia?se afogou?fugiu?foi raptado pela Ariel?". Enfim chegamos nas ruas asfaltadas. Caminhamos pela avenida, eu conversando com o primo. Até que tãnãnãnã. Olhamos pro outro lado da rua (eu e primo emprestado). Nos olhamos. Olhamos novamente pro outro lado da rua. Era ele. Sim, era ele, o "surfista da chave". Atravessamos a rua. Fomos em direção a ele, que nos olhava meio que não sabendo quem éramos, porque estávamos indo em direção à ele. Quando chegamos mais perto e sorrimos, ele nos olha e diz "São vocês, que ficaram com a minha chave né?" com a maior cara de tranquilo e despreocupado do mundo. Meu primo emprestado começou um papo com ele, avisou que havíamos deixado a chave no quiosque e tal.Eu já estava apressando todo mundo, tava abaixo de chuva, com frio. Queria ir pra casa logo, tomar um banho, comer algo... O "surfista da chave" nem queria falar sobre a chave. Nos convidou para ir até a casa dele, que era ali perto, pra conhecer os amigos que moravam com ele e isso e aquilo. Meu primo e a namorada decidiram ir. Eu disse que não iria de jeito nenhum, queria mesmo ir pra casa logo. Os três tentavam me convencer (sim, primo emprestado, namorada e "o surfista"). Não fui, voltei para casa com a minha amiga.
Mais tarde chegam meu primo emprestado e namorada. Falam que fizeram amigos, que "os caras" são muito legais e que já marcaram de ir na casa deles mais tarde. Que o tal do "surfista da chave" era barman, fazia várias bebidas boas e que iriamos. Anoiteceu, jantamos e fomos. Cheguei bem quieta, não querendo muito papo. Começamos a conversar. Realmente, "os caras" eram bem legais. Nos divertimos, rimos, bebemos e jogamos cartar (e nem preciso falar que eu ganhei né?!).Depois de hoooooras, resolvemos ir andar pela rua, ir até a praia ou jogar uma sinuca. Fomos e eu já estava um tanto "bebinha", aliás todos estavam.Caminhamos, paramos num bar, caminhamos mais. E o tal do Andrei se encantou em mim né? Linda de morrer que sou. Todo tempo falando comigo, andando perto de mim, sem contar que ainda na casa, ele fazia as bebidas e só ME oferecia, tudo ia direto pra minha mão(porque será néam?).
Chegamos na frente da praia.Andrei chega perto de mim, bem perto, fala algo que não me lembro até hoje (e nem ele lembra) e me beijou.Foi lindo, confesso. De noite, de frente pro mar, com aquele barulhinho gostoso e aquela vista linda.E assim ficamos o resto da noite. Depois disso ficamos sempre juntos, até o dia que eu teria que ir embora. Foi tão triste. Chorei a viagem toda. Sentia alguma coisa muito boa por aquele loirinho despreocupado. Ele era tão alegre, tão carinhoso, me tratava tão bem.
Continuamos nos falando pelo msn e orkut. Em abril fui para lá de novo. Cheguei na casa dele e sentei do lado da cama. Quando ele acordou e me viu, foi tão lindo. Nem acreditou que eu tava ali, de novo hehe.Ficamos mais uns 4 dias juntos. Eu ficava na casa dele o tempo todo, até quando ele ia trabalhar eu ficava lá, com o amigo dele e a namorada. Depois vim embora de novo e foi mais triste ainda. Chorei muito na viagem.

Nossa primeira foto, em Floripa


Longe dele eu só pensava nele. Ficamos assim por um tempo e, sinceramente, eu já estava pensando em desistir dele, desistir de tudo que eu sentia. Eu gostava demais daquele "surfista da chave", era uma coisa meio louca. Eu nunca havia sentido nada parecido por alguém...mas ficar naquela distância, tendo noticias dele só às vezes, tava me matando. Foi aí que decidi: vou só mais uma vez lá, ver ele a última vez, ficar junto uma última vez e deu. Deu, não quero mais sofrer. Vou seguir a vida né, a vida é bela, é linda, tenho muito o que curtir ainda, não quero mais saber dele, vai ser a última vez que vou ver ele. Só que não.
Avisei que estava indo, ele foi me esperar na rodoviária. Que saudade, nossa, eu nem sabia o que tava sentindo direito. Mas tinha na minha cabeça "é a última vez heinn".Ficamos 3 dias juntos, foi maravilhoso, ele nem ia trabalhar pra ficar comigo (coisa feia). Ele me falava coisas tão lindas, era exatamente como a pessoa que eu sempre sonhei que ia encontrar, só que não era, pois era "a última vez".
Mas eis que ele foi muito esperto. Começou com o assunto de que gostava muito de mim, falando sempre as coisas bonitas, e tocou no assunto namoro. Tá, mas ficamos naquela brincadeira. Chegou a hora de eu ir embora, ficamos um bom tempo na rodoviária nos despedindo. Na hora que eu tinha que subir no ônibus ele falou "Não esquece que agora estamos namorando hein". Ahã, pensei eu, claro que sim. hahaha Vim embora, chorando, só pra variar um pouco...mas dessa vez ele também ficou chorando.
No meio da viagem a irmã dele já me manda uma mensagem, dando parabéns "pelo namoro"..como assim? É, ele levou bem a sério. Continuamos nos falando todos os dias. Depois de 2 semanas fui ver ele de novo e aí foi melhor ainda. Depois de mais umas 3 semanas ele veio para minha casa. Conheceu todo resto da família e ficou lá umas 3 semanas. Passamos o natal com  a família dele (ele é de Rio Grande) e aí eu também conheci toda a família dele. Depois disso tudo, ele viu que não ia mais conseguir viver sem mim (hahaha) e resolveu que viria embora pra cá. Então, desde 4 de janeiro desse ano estamos juntos todos os dias, sem mais distância, sem sofrimentos e choradeiras e sem despedidas.Desde 30 de abril moramos juntos e estamos muito felizes. E eu agradeço sempre por ter feito toda essa loucura, de ir atrás dele, de querer e procurar. Se não fosse isso hoje eu não teria um homem tão maravilhoso do meu lado, alguém que me faz tão bem e me faz ser a mulher mais feliz desse mundo. O futuro pai dos meus filhos. O homem da minha vida, o meu amor.


Umas fotinhos pra vocês verem como somos lindos e maravilhosos, só que não haha










8 comentários:

  1. Nossa Nicole, que história linda!!! comprida mas que prendeu minha atenção até o fim! e que bom que teve um final feliz!
    Muitas felicidades para vcs, que esse amor seja pra sempre... Muito lindos vcs!
    Liindas fotos!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, eu também acho linda, mas sou suspeita né hehe
      Que Deus te ouça (ou leia) que seja para sempre.
      Beijos e na Nina também, aquela fofa!

      Excluir
  2. Aiii amore....Que coisa mais linda...
    Nada mais romantco do que mar....noite....
    Amei...
    Ainda bem que deu tudo certo..imagino o sofrimento de vcs por ficarem longe...

    Beeeeeijoooooos floooor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, foi romântico e inesperado, tinha tudo pra dar errado mas deu certo e somos muito felizes hoje.
      Beijoooos Thii!

      Excluir
  3. aaaaaaaaaaaaaaaaah, chorei!
    Quanto romantismo. e COMO SÃO LINDOS.. imagino essa criança.. tomara que seja menina pra namorar o Ben.. já pensou? Ruivinha e com os olhos dele, hahaha..
    Amei, Ni.
    Não é todo mundo que tem a sorte de ter uma boa história de amor para contar.
    beijos!

    ResponderExcluir
  4. PS: Já deve ter ouvido isso (claaaaaaaaaaro), mas VOCÊ É A ARIEL DELE *.*


    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Óoun q mamãe do Ben ainda com os hormônios a flor da pele hehe
      Já pensou uma meninha nossa, um princesa de mamãe *--* o Ben vai ter que cuidar muito 'ben' dela hein, senão eu não deixo heheheehe
      Sabe que nunca ouvi isso mesmo? Vou dizer pra ele, sou a Ariel linda dele haha
      Beijooos

      Excluir
  5. Olá, parabéns pelo blog!
    Se você puder visite este blog:
    http://morgannascimento.blogspot.com.br/
    Obrigado pela atenção

    ResponderExcluir

Fique a vontade para comentar.
Respondo aqui mesmo.







Doce Feliz Espera Nicole Aquino. Todos os direitos reservados